SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=37726 LIMIT 1
O Documento - MT NO ABISMO

MT NO ABISMO

Números oficiais da secretaria estadual de Fazenda (Sefaz) revelam o abismo financeiro que Mato Grosso mergulhou em menos de duas décadas. Vejamos: em 2002, último ano da gestão do ex-governador, Dante de Oliveira, o Tesouro arrecadou R$ 3 bilhões. Desse valor, metade foi gasto com folha de pagamento e outra parte destinada ao custeio da máquina pública. Em 2017, penúltimo ano da administração Pedro Taques, a Sefaz contabilizou R$ 16 bilhões, sendo que R$ 12 bi foram usados para quitar salários do funcionalismo e outros R$ 4 bi com o custeio do Estado. Ou seja, ocorreu descolamento de R$ 8 bilhões, se comparados a folha e custeio. A permanecer nessa toada, em menos de 4 anos, toda arrecadação será usada exclusivamente para pagamento de servidores públicos.     

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (52.91.176.251) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=37726 ORDER BY id DESC
  • 0
    1
    Autor:
    Marina, não é possível qualquer pessoa em sã consciência defender que um Estado gastar 75% de sua arrecadação com o funcionalismo seja correto! O Servidor é um meio (instrumento) para atingir a finalidade do Estado, que é atender aos cidadãos, com qualidade de vida, saúde, segurança e educação. Da forma como está, o servidor ta sendo o fim e não o meio. O Estado quase a totalidade dos recursos para pagar salários nababescos, não sobrando nada para aplicar nos cidadãos, pois o pouco que sobra não é suficiente nem mesmo para custeio. E outra, seu comentário é despropositado ao afirmar que a folha aumentou porque os apaniguados políticos deram lugar aos concursados, pois se um substituiu o outro, não deveria ter esse aumento vertiginoso e absurdo na folha.
  • 5
    0
    Autor:
    Matéria desinformada e a serviço do governo, senão vejamos, em 2002 o número de servidores era menor e a constituição de 88 tinha apenas 14 anos, de 2002 para cá, concursos públicos foram realizados afim de suprir o espaço no serviço público, os apadrinhados políticos perderam a vez dando espaço aos competentes que estudaram e não vão prestar concurso por salário baixo, que vá para a iniciativa privada ou indicações políticas.
  • 1
    5
    Autor:
    Diante desses números o governante deve ter coragem para agir, porque o servidor público como a maioria dos brasileiros, agi na crise, primeiro o meu depois vamos ver!, estou confiante que o governador MAURO Mendes terá a coragem e competência necessário para tomar a descida de estancar a máquina pública, que opera como sangue sugas, encaminhar lei onde a folha dos terceirizados e Oss, seja para efeito de responsabilidades fiscais, contabilizado como folha de pagamento, extinguindo a estabilidade e em fim focando na entrega a sociedade pagadora de impostos!

Conteúdo relacionado

ISOLADO
NÃO MEXE
TEMEROSO
KLEBER NO SBT
PÉ-SUJO NO OLIMPO
IMPACTO DE R$ 1 BILHÃO
SOBRANDO DINHEIRO