conecte-se conosco


Geral

Prefeitura abre processo seletivo com mais de mil vagas e salários de até R$ 5,5 mil

Publicado


As vagas são para o Hospital Municipal de Cuiabá e estão subdivididas entre níveis médio, técnico e superior

A Prefeitura de Cuiabá lançou, por meio da por meio da Empresa Cuiabana de Saúde Púbica (ECSP), o edital de inscrições para o processo seletivo que vai preencher 1.247 vagas no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho, com salários que vão de R$ 1.127,39 até R$5.522,02 mensais.

A abertura do processo seletivo foi uma determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, que havia se comprometido com a ampliação de vagas e a virada de página da saúde de Cuiabá.

“Esse é mais um passo para o fortalecimento da saúde de Cuiabá, que vem passando por melhorias para atender melhor toda a população. O HMC é o maior hospital público já inaugurado na história de Mato Grosso e com o funcionamento do ambulatório, enfermaria, e após estar 100% em funcionamento, vai representar um marco na saúde da nossa cidade, com mais humanização e atendimento de qualidade para nossa população”, afirmou o prefeito.

A seleção para a contratação de profissionais que está subdividida entre vagas imediatas e cadastro de reserva, será realizada para atender, excepcional e temporariamente, o exercício das funções com exigência em níveis médio, médio técnico, superior e superior com especialização, com validade de oito meses – podendo ser prorrogado conforme prerrogativas legais da Prefeitura e órgãos de controle.

Para os candidatos que desejam a isenção da inscrição, podem fazer até às 12h de sexta-feira (17). Já os candidatos pagantes podem fazer a inscrição a partir das 12h, também de sexta-feira (17) até às 23h59 de 16 de junho/2019. Ambas deverão ser feitas exclusivamente online, através do site eletrônico do Instituto Selecon (www.selecon.org.br), organizador do processo seletivo. O link também estará disponível no site da Prefeitura de Cuiabá.

Leia Também:  Primeira-dama é homenageada pela Câmara Municipal por trabalho em apoio à adoção

A taxa de inscrição é de R$ 60,00 (sessenta reais), para as funções de nível médio técnico e o nível médio e de R$ 70,00 (setenta reais), para as funções cujo pré-requisito seja o nível superior. A efetivação da inscrição somente ocorrerá após a quitação do boleto. Para realizar a inscrição é preciso, além de pagar o boleto, preencher a ficha de inscrição e anexar os documentos exigidos. A seleção acontecerá em duas etapas, com aplicação da prova objetiva que acontecerá nos dias 14 de julho e análise de documentos e comprovação de títulos no dia 31 de agosto.

Aqueles que tiverem alguma dúvida podem entrar em contato através da Central Telefônica do Instituto SELECON números: (21) 2532-9638 / 2220-1139 / 2215 2131 ou (65) 3318 – 4800.  O atendimento é somente em dias úteis, das 9h às 17h. Há ainda o e-mail: faleconosco@selecon.org.br. Além disso, o Instituto Selecon prestará informações em atendimento presencial em um posto de atendimento montado na sede da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, situada na Rua Orivaldo M. de Souza S/N Ribeirão do Lipa – Cuiabá/Mato Grosso.

Leia Também:  Secretaria de Saúde repassa R$ 9 milhões a 13 municípios

VEJA AS VAGAS

Dentre as vagas disponíveis, estão às funções com exigência de formação em Nível Médio: almoxarife, condutor de pacientes, faturista, lactarista (próprio), oficial administrativo, oficial administrativo (motorista CNH B), oficial administrativo (motorista CNH D), oficial administrativo (patrimônio), oficial administrativo (porteiro),oficial administrativo (protocolo), oficial administrativo (recepcionista), oficial administrativo (recursos humanos), oficial administrativo (vigia patrimonial), recreador hospitalar, secretário de unidade, técnico em manutenção (eletricista), técnico em manutenção (encanador), técnico em manutenção (jardineiro,) técnico em manutenção (marceneiro) e técnico em manutenção predial  (pedreiro).

Das funções com exigência de Nível Médio Técnico: oficial administrativo (suporte técnico em informática), oficial administrativo (telefonista), técnico de enfermagem, técnico de farmácia, técnico de hemoterapia, técnico de higienização bucal, técnico de imobilização ortopédica (gesseiro) e técnico em contabilidade.

Das funções com exigência de formação em Nível Superior: administrador, advogado, analista de rede, analista de sistemas, assistente social, cirurgião dentista, cirurgião dentista (bucomaxilo, facial e traumatologista), contador, enfermeiro assistencial, engenheiro clínico, estatístico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, pedagogo hospitalar, psicólogo, psicólogo organizacional, secretário executivo, técnico de nível superior (vigilância sanitária), tecnólogo em recursos humanos e terapeuta ocupacional.

Funções com exigência de formação em Nível Superior com Especialização: enfermeiro (auditor), enfermeiro (cardiologia), enfermeiro (centro cirúrgico), enfermeiro (CCIH),enfermeiro (educação), enfermeiro (gestão em qualidade), enfermeiro (hemoterapia), enfermeiro (NAQH), enfermeiro (neurologia/ neurocirurgia), enfermeiro (NIR),enfermeiro (queimados), enfermeiro (terapia intensiva), enfermeiro (trauma ortopedia),enfermeiro (vigilância epidemiológica), enfermeiro (urgência e emergência), fisioterapeuta (cardiopulmonar), fisioterapeuta (neurofuncional), fisioterapeuta (terapia intensiva adulta),fisioterapeuta (traumatologia/ortopedia), fisioterapeuta (terapia intensiva pediátrica).

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Geral

Palco com prefeito, autoridades e militares desaba durante evento de aniversário de município em MT

Publicado

Incidente ocorreu na manhã deste domingo. Por sorte, não houve feridos

O palco usado para as comemorações do aniversário do município de Alta Floresta, (800 km de Cuiabá), neste domingo (19), cedeu durante o evento. Estavam no palco: o prefeito da cidade Aziel Bezerra; a primeira dama Luzmaria Quixabeira; o secretário de obras; o secretário de cultura; o presidente da câmara dos vereadores, Emerson Machado; quatro vereadores; empresários, pioneiros da cidade e membros do setor de segurança como: Exército, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ninguém se feriu.

Os bombeiros disseram ainda ,que a estrutura era considerada de risco mínimo, uma vez que o palco tinha 50 centímetros e possuía uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) assinada por um engenheiro.

Antes do evento, o palco foi vistoriado pelo Corpo de Bombeiros quanto aos preventivos contra incêndio.

Apesar do acidente, as festividades em comemoração ao aniversário do município (que completa 43 anos) continuaram. Um inquérito deve ser aberto para apurar e verificar o motivo da queda.

Leia Também:  Ministro anuncia R$ 48,9 milhões para novo hospital municipal; obra deve ser concluída em maio

Continue lendo

Geral

Governo Federal repassa R$ 5 milhões para combater o narcotráfico na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Publicado

O recurso estará disponível no próximo mês e servirá para aquisição de equipamentos que auxiliem na atividade operacional na região

O secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Guilherme Theophilo, anunciou repasse de R$ 5 milhões para o policiamento na fronteira de Mato Grosso. O anúncio foi feito na sexta-feira (17), durante visita à sede do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), no município de Porto Esperidião (a 322 km de Cuiabá).

O recurso estará disponível no próximo mês e servirá para aquisição de equipamentos que auxiliem na atividade operacional. O Senasp é vinculado ao Ministério de Justiça e Segurança Pública. O recurso atende, em parte, a solicitação do grupamento para a aquisição de ferramentas de trabalho na fronteira, como drones, aparelhos de inteligência e embarcação, já que regiões alagadas fazem parte do patrulhamento.

Atualmente, o Gefron conta com efetivo de 140 policiais, que são os responsáveis pela segurança nos 983 km de fronteira do Brasil com a Bolívia. Durante o encontro, os gestores das unidades policiais do Estado, Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, expuseram a realidade do trabalho e pontuaram os desafios.

Em resposta, o general Theofhilo, que comandou por dois anos o Exército Brasileiro em Cáceres, reconheceu que a política nacional não vinha priorizando a atividade policial na fronteira.

“A minha presença aqui é para tentar ajudar esta fronteira tão necessitada em termos de equipamento, material e efetivo. É uma região vulnerável porque faz fronteira com um país que é grande produtor de cocaína. Então, temos que reforçar. O país todo passa por uma grande crise econômica e os cortes estão sendo feitos em todos os setores, mas vamos usar nosso fundo nacional para priorizar a fronteira”, afirmou.

O general ressaltou ainda que no Ministério da Justiça e Segurança Pública há 11 projetos estratégicos para colocar em prática, sendo um deles, a Fronteira Mais Segura. “Iremos fazer remanejamentos para atender às necessidades da fronteira”.

Leia Também:  Governo dá ordem de serviço e 9 regiões do estado serão contempladas com obras

O coordenador do Gefron, tenente-coronel PM José Nildo de Oliveira, citou a importância da visita do secretário nacional e lembrou o esforço das instituições na repressão aos crimes transfronteiriços, principalmente o tráfico de drogas.

“É uma honra receber o secretário na nossa base. Temos projetos que já levamos à União no intuito de melhorar nossa atuação no Estado. Mas mesmo com toda a limitação já obtivemos resultados relevantes em prol da segurança na fronteira. Em quatro anos, ultrapassamos a marca de apreensão de mais de 14 toneladas de drogas. Já no primeiro trimestre de 2019, apreendemos mais de uma tonelada de droga, o que é um número bastante expressivo e reforça a importância de investir na faixa de fronteira”, destacou.

Após passagem por Porto Esperidião, o general seguiu com o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Jonildo José de Assis, e o delegado diretor do interior, Walfrido Franklim do Nascimento, em sobrevoo pela região e conheceu alguns dos postos de fiscalização, situados nos 28 municípios de abrangência da fronteira. O pouso foi no município de Cáceres (a 212 km de Cuiabá), onde visitou a unidade da Delegacia Especial de Fronteira (Defron).

Criada em 2017, a Defron já prendeu 222 pessoas por envolvimento em crimes transfronteiriços. O delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Demerval Aravechia de Resende, disse que mesmo com os expressivos números de ações nessa região, os profissionais carecem de melhor estrutura para a atividade policial, porém parte deste déficit é superado com os trabalhos integrados das forças de segurança.

Leia Também:  Três pessoas são presas com 430 medidores de energia furtados de empresa; prejuízo é de R$ 200 mil

“O convite para a visita do general é para demonstrar que aqui no estado as polícias trabalham de maneira conjunta, somando esforços com outros órgãos, a exemplo do Ministério Público (MP) e isso tem permitido sobreviver e combater o crime. Porém, o investimento na região de fronteira é primordial neste momento, tendo em vista o tráfico de drogas alimentando o crime organizado”, destacou.

Já o comandante da Polícia Militar, coronel PM Jonildo José de Assis, enfatizou que há 17 anos Mato Grosso vem fazendo o seu trabalho dispondo de efetivo para atuação exclusiva na fronteira.

“Vejo que a destinação do recurso é muito importante, mas o melhor de tudo isso é a visão que o general vai levar de tudo que viu, que é no sentido que Mato Grosso tem feito o seu dever de casa na fronteira. Diferente de outros estados que não possuem tropa que trabalham e policiam a fronteira, o Estado está desde 2002 trabalhando com uma tropa exclusiva na repressão aos crimes transfronteiriços e isso tem que ser levado em conta a nível do Governo Federal, de maneira a dispor de recurso e equipamentos para o aprimoramento da atividade”, ressaltou o comandante da PM.

Apreensões

Também na sexta-feira, por volta das 18 horas, os policiais do Gefron em patrulhamento na região de Nova Fortuna, no município

A ação aconteceu quando os policiais deram ordem de parada a quatro motociclistas. Neste momento, dois deixaram a moto e fugiram pela região de mata. Mas os militares chegaram aos outros dois suspeitos. Ao todo a polícia contabilizou 181 quilos de pasta base de cocaína e 33 quilos de cocaína

Ao ser interrogado, os dois homens confirmaram que as drogas vinham da Bolívia e que receberiam R$ 300 reais para atravessar com o carregamento. Além das drogas, foram apreendidas também quatro motocicletas e os suspeitos foram encaminhados para a delegacia.

Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana