SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=31197 LIMIT 1
O Documento - Mãe, ser sublime

LICIO MALHEIROS

Mãe, ser sublime

Por: Licio Malheiros

No segundo domingo de maio, comemora-se o dia das mães, ser sublime de Deus na terra, que tanto pode gerar, como apenas criar de outra que gerou, com a mesma intensidade, se doando de forma incondicional para suprir o fato de não ter gerado esse ser.

Falar das mães é algo prazeroso, por se tratar do único ser que consegue, não só gerar seu rebento, como também, pode dedicar a eles, sua vida de forma incondicional, sem pedir nada em troca.

Eu poderia estar fazendo média, me reportando e rasgando seda,    homenageando mães famosas com destaque nacional e internacional, porém não poderia deixar de relatar dois seres humanos  maravilhosos; uma, fez parte da  minha vida,  minha mãe biológica Ana Maria Pereira Malheiros in memoriam, que  nos deixou há 15 anos, e outra, continua fazendo parte dela, a minha segunda mãe, irmã da minha progenitora, Rosalina Pereira Leite,   a quem  considero segunda mãe.   

Sei que muitos irão me chamar de fisiologista ou coisa que o valha, porém nesta data tão importante,  não poderia me furtar, em dedicar esta singela homenagem, a duas mulheres maravilhosas, que a meu ver, tiveram  papel singular na minha existência nesta terra, deixando a mim, um legado de amor, carinho e dedicação.

A primeira, minha mãe biológica, Ana Maria Pereira Malheiros, uma mãe excepcional, que nos dedicou toda sua vida, para nos criar no caminho da: honestidade, sinceridade e principalmente com uma visão exacerbada de amor incondicional ao próximo, ela infelizmente partiu de forma prematura, porém seus ensinamentos e lições de amor perduram até hoje, em nossos corações.

A segunda Rosalina Pereira Leite, nunca se casara, porém sempre teve o dom de ser mãe, não biológica. Criou a minha prima Cleide Bastos Leite, como filha, dedicando-lhe todo amor e carinho de mãe, além de acolher todos os sobrinhos, como faz até hoje, eu como não saio de lá; sempre que me ausento ela pergunta por mim de forma carinhosa, isso me deixa muito feliz.

Mesmo acometida por essa doença grave Alzheimer, doença neuro-degenerativa que provoca o declínio das funções cognitivas, reduzindo as capacidades de trabalho e relação social; mesmo assim, em função do tratamento ela consegue ainda, se lembrar, de algumas pessoas que a cercam, entre as quais eu.

Essa doença degenerativa,     considerada mal do século XXI, Alzheimer (DA). Em 2010 nosso país estava entre os nove países com maior número de pessoas com Alzheimer (DA), ficando na nona colocação com (1,0 milhão de pessoas).

Mãe é aquela, que passa valores que abdica  até se preciso for de algumas coisas e sonhos seus em função da felicidade dos filhos, pois quer antes de tudo a felicidade destes, porque só assim será feliz fazendo e vendo seu filho feliz, portanto o amor de mãe vai além dos nove meses de gestação se estende por todo um viver é para sempre é eterno no coração de uma mãe.

Feliz dia das mães!

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo (liciomalheiros@yahoo.com.br)

 

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.226.36.60) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=31197 ORDER BY id DESC