SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=28959 LIMIT 1
O Documento - Viana critica proposta e diz que Taques não consegue aprovar Fundo de Estabilização Fiscal

"SEM CHANCES"

Viana critica proposta e diz que Taques não consegue aprovar Fundo de Estabilização Fiscal

Por: Silvana Bazani
Fonte: Da Redação
De acordo com o deputado, a proposta não foi bem esclarecida pelo governador
De acordo com o deputado, a proposta não foi bem esclarecida pelo governador

Oposição ao governador Pedro Taques na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) considera inconcebível a criação de um novo fundo. A proposta para instituir o Fundo de Estabilização Fiscal, cogitada pelo governador Pedro Taques (PSDB) em sessão no Parlamento estadual, foi rechaçada pelos deputados Zeca Viana (PDT) e Allan Kardec (PT).

Basicamente, o governo tenta emplacar junto ao Legislativo e aos demais Poderes o corte nos repasses referentes ao custeio nos meses de fevereiro, março e abril. Taques defendeu contingenciamento mínimo de 20%. A medida afetaria o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Defensoria Pública.

“Não acredito na possibilidade de aprovar isso. O governador só anunciou, não apresentou uma proposta bem clara. Mas, não acho que irá resolver a situação para compensar a falta de dinheiro”, ponderou o pedetista Zeca Viana. “Já está tendo problemas com os Poderes, com o atraso nos repasses. Agora, se cogita tirar do duodécimo para criação de um novo Fundo? Além disso, os pagamentos das emendas parlamentares estão atrasados”, lembrou Viana.

A avaliação é reforçada pelo petista Allan Kardec. Em entrevista à rádio Capital, o parlamentar demonstrou descrença na aprovação do Fundo de Estabilização Fiscal com reversão de parte dos recursos de repasses constitucionais. Para ele, o governador falhou ao reestruturar os gastos da máquina pública estadual.

Na semana passada, o secretário de Fazenda, Rogério Gallo foi enfático ao defender a criação do novo Fundo para ajustar as contas do Executivo. Segundo ele, atenderia ao interesse de todos, já que o desequilíbrio fiscal afeta a todos os Poderes, além de fornecedores e prefeituras.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.196.86.89) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=28959 ORDER BY id DESC