SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=20133 LIMIT 1
O Documento - Alunos de operação de máquinas querem ir para interior de MT

OPORTUNIDADE

Alunos de operação de máquinas querem ir para interior de MT

Por: Assessoria
Fonte: Senar
 Participantes de duas turmas da qualificação que estão em curso sonham com a oportunidade de melhorar de vida
Participantes de duas turmas da qualificação que estão em curso sonham com a oportunidade de melhorar de vida
Foto de Assessoria/Senar

O mercado de trabalho promissor é o que esperam encontrar os 38 alunos que frequentam, neste mês, as aulas de qualificação em Operador de Máquinas Agrícolas, oferecida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT) em parceria com o Sindicato Rural de Cuiabá. Diariamente presentes no Parque de Exposições da Capital, os participantes de duas turmas da qualificação que estão em curso sonham com a oportunidade de melhorar a vida com possível vaga no mercado do agronegócio, mesmo que isso implique na mudança para o interior.

O técnico em controle ambiental Luciano Alves da Silva, de 39 anos, é um exemplo de quem vislumbra na qualificação em operação de tratores e afins a chance para alçar uma condição de vida melhor. Hoje, ele trabalha em um hospital da Capital, mas não abandona a ideia de ir morar no interior com a família assim que conseguir uma vaga no setor. Para isso, também está concluindo o ensino superior em Agronegócio.

“Na realidade, como sou de Poconé, sempre pensei em voltar para o interior, mas capacitado para o mercado de trabalho do agro. Senti a necessidade de fazer essa qualificação, uma coisa prática, para aplicar no campo. Faço o curso para ampliar o conhecimento e ter noção, de forma geral, em diversas áreas de agronegócio, que é muito amplo. Isso faz com que eu tenha na bagagem algo a mais. Quando for atuar na propriedade, quero estar pronto para tudo”, relatou o aluno, que já estava há dois anos aguardando uma vaga na qualificação em Operador de Máquinas Agrícolas na Capital.

Outro que vê no setor uma oportunidade de ir para o interior e melhorar a condição é o pintor Paulo Henrique Augusta, de 23 anos. Ele disse que em Cuiabá o mercado para sua atividade está escasso. Assim, resolveu fazer a qualificação para atuar no campo, onde, acredita, a rentabilidade será maior, desde que o trabalhador seja qualificado.

“Espero que esse seja o primeiro de muitos cursos, para que possa estar cada dia mais me preparando para o mercado de trabalho do agro. Quero ir para o interior, arriscar. A gente sabe que no interior precisa de muitas pessoas para trabalhar e de gente qualificada. Sem qualificação, a coisa não acontece”, ponderou o pintor.

De acordo com o instrutor Gilmar José da Silva, que ministra treinamentos e qualificações na área de mecanização há 20 anos, é crescente a demanda por cursos voltados a operação e manutenção de máquinas agrícolas, justamente atraída pelas vagas que o campo continua gerando. Segundo ele, não só apenas aprendizes, ou seja, pessoas que nunca tiveram contato com o setor que vêm procurando uma nova qualificação, mas muitos que já operam máquinas procuram os cursos para se atualizar.

”Eles não são trabalhadores ainda, mas vislumbram a oportunidade de entrar nesse ramo de atividade. O setor agrícola e a pecuária precisam de mão de obra qualificada, que saiba executar a manutenção e a parte operacional de maneira correta. Eles têm esse interesse em entrar no mercado e desenvolver essa atividade. Essa é uma demanda que tem surgido muito entre pessoas que não estão ainda na área, mas, também tem se tornado uma necessidade por parte de quem já trabalha, por conta da necessidade de se atualizar. As máquinas evoluem muito, tanto nas questões mecânicas quanto na parte de tecnologia de precisão”, avaliou.

A qualificação, iniciada no dia 6 de março, segue até o início de abril. Depois de duas semanas de aulas teóricas, desta em diante, os alunos começam as práticas de manutenção e operação propriamente dita do equipamento. O curso todo tem 120 horas de aulas e é aberto para maiores de 18 anos, independentemente de ter ou não experiência no mercado de trabalho do agronegócio. A verificação de abertura de novas turmas em todo o Estado pode ser feita junto ao Sindicato Rural mais próximo.

O SENAR-MT faz parte de um conjunto de entidades que forma o Sistema Famato. Essas entidades dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais do Estado. É formado ainda pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) e pelos 90 Sindicatos Rurais do Estado. O SENAR está nas redes sociais, acompanhe no Facebook, Instagram, Linkedin, Youtube e no nosso Blog.

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.81.113.71) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=20133 ORDER BY id DESC