SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=33316 LIMIT 1
O Documento - Visitantes podem conhecer a maior reserva particular do Brasil

PANTANAL

Visitantes podem conhecer a maior reserva particular do Brasil

Por: Da Redação
Fonte: Assessoria/Sesc
Novo passeio oferecido pelo Sesc Pantanal alia turismo a sensibilização para a conservação da fauna e flora do pantanal
Novo passeio oferecido pelo Sesc Pantanal alia turismo a sensibilização para a conservação da fauna e flora do pantanal

Estar hospedado em pleno coração do pantanal mato-grossense, ao lado da maior Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Brasil, em um hotel em que a conservação da biodiversidade, a educação ambiental e a redução do impacto ao meio-ambiente estão intrínsecas à sua concepção, permite ao visitante da maior planície alagada do planeta uma experiência ímpar.

 Experiência que, desde julho, tornou-se ainda mais completa. Pela primeira vez, o turista que se hospeda no Hotel Sesc Porto Cercado tem a oportunidade viver uma experiência dentro da maior área de conservação particular do país, a RPPN Sesc Pantanal, criada há vinte anos.

 A Gerente de Pesquisa e Meio Ambiente do Sesc Pantanal, Cristina Cuiabália, explica que essa nova experiência de turismo vem ao encontro do eixo de atuação do Sesc Pantanal, a conservação da biodiversidade e a educação ambiental.  “Acreditamos que o turista que entra na reserva sai transformado. Não é uma simples trilha ou passeio, estamos tratando de valores, de conscientização, é algo realmente especial. É uma experiência completa de conexão com a natureza”.

 O passeio pela RPPN tem início de barco, a partir do Hotel Sesc Porto Cercado. Após 1h30 navegando pelo rio Cuiabá, uma caminhada de 2 km pela trilha do Estirão/Santa Rosa é iniciada.  Antes, porém, os visitantes ficam em silêncio para ouvirem o som da natureza e se darem conta de onde estão, depois se apresentam para que o grupo se reconheça. 

 Os guias são os próprios guarda-parques, profissionais responsáveis por acompanhar os pesquisadores nos trabalhos de campo, fiscalizar a área e auxiliar ações de logística geral. “Há uma troca de saber muito grande porque estes profissionais além de acompanharem todas as pesquisas que são feitas na Reserva, são moradores da região antes mesmo da área torna-se a RPPN. Eles possuem vivência do pantanal e muito conhecimento adquirido na convivência com pesquisadores. E tudo isso é transmitido ao visitante de forma democrática”, conta Cristina.

 Durante a trilha, o turista podem encontrar diversas espécies de animais, como macacos, jacarés, muitos pássaros, entre diversos outros e toda a flora exuberante do Pantanal. Cristina relata que além de avistar tudo isso, o visitante pode ainda se deparar com os indícios da presença da onça-pintada, como pegadas, arranhões em árvores, carcaças de presas.

 Após quase 2 horas, o grupo chega ao Posto de Proteção Ambiental do Estirão onde há um momento de compartilhamento das sensações vividas. “É uma roda de conversa em que o guarda-parque fala um pouco mais sobre a RPPN, sobre as pesquisas cientificas que acompanhou, os trabalhos realizados na reserva. O hóspede também é um protagonista deste bate-papo e contribui com suas experiências. Além disso é servido um café pantaneiro tradicional com quitutes regionais”, informa Hebert Guimarães, responsável pelos passeios do Hotel.

 As visitas são feitas em grupo de no máximo 20 pessoas, às terças e quintas-feiras e aos sábados. A reserva é realizada no Hotel Sesc Porto Cercado, somente após o checkin. Para os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo com Cartão Sesc na validade o valor é R$ 50, já os demais visitantes pagam R$ 65.

RPPN Sesc Pantanal - Localizada no município de Barão de Melgaço, com entrada por Poconé, a RPPN Sesc Pantanal é a principal Unidade do Sesc Pantanal - polo de ação socioambiental do Departamento Nacional do Sesc. A área possui 108 mil hectares, corresponde a cerca de 2% da extensão total do pantanal mato-grossense. Já recebeu mais de 170 pesquisadores do Brasil e outros países, gerando cerca de 130 publicações científicas.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.161.100.24) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=33316 ORDER BY id DESC