SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=31921 LIMIT 1
O Documento - Morre Maria Ester Bueno, a tenista mais vitoriosa do Brasil

LUTO NO ESPORTE

Morre Maria Ester Bueno, a tenista mais vitoriosa do Brasil

Por: Da Redação
Maria Esther Bueno morreu na noite desta sexta-feira (08/06) vítima de um câncer na boca
Maria Esther Bueno morreu na noite desta sexta-feira (08/06) vítima de um câncer na boca
Foto de Web

A ex-tenista brasileira Maria Esther Bueno morreu nesta sexta-feira, aos 78 anos, no Hospital 9 de Julho, em São Paulo, onde estava internada, lutando contra um câncer na boca. Tenista mais vitoriosa da história do Brasil, ela foi número 1 do ranking mundial por quatro temporadas (1959, 1960, 1964 e 1966) e conquistou dezenove títulos de Grand Slam – sete na categoria individual, onze em duplas e um em duplas mistas.

Nos torneios de simples, a “bailarina”, como ficou conhecida, por causa de sua elegância no estilo de jogar, levou três taças em Wimbledon (1959, 1960 e 1964) e quatro no US Open (1959, 1963, 1964 e 1966).

Maria Esther Bueno vence torneio de Wimbledon na categoria individual feminina contra a australiana Margaret Smith, em Londres - 4/7/1964 (Douglas Miller/Keystone/Getty Images)
Maria Esther Bueno vence torneio de Wimbledon na categoria individual feminina contra a australiana Margaret Smith, em Londres - 4/7/1964 (Douglas Miller/Keystone/Getty Images)

Em duplas, foram cinco conquistas em Wimbledon (1958, 1960, 1963, 1965 e 1966), quatro no US Open (1960, 1962, 1966 e 1968), uma em Roland Garros (1960) – no mesmo lugar e no mesmo ano, ela levou também o título em duplas mistas – e uma no Aberto da Austrália (1960). As conquistas em vários tipos de piso mostram a versatilidade e o talento da tenista brasileira.

Um ano após anunciar sua aposentadoria, Maria Esther Bueno teve seu nome incluído no Hall da Fama do Tênis em 1978, mesmo ano em que uma estátua de cera no famoso museu londrino Madame Tussaud foi feita em sua homenagem. Por vários anos foi convidada especial em torneios do Grand Slam. Ao todo, foram 589 títulos internacionais. Foi eleita a melhor tenista do século 20 da América Latina.

Em 1959, após sua primeira conquista em Wimbledon, Maria Esther Bueno desembarcou no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, e seguiu direto de helicóptero, que servia à Presidência da República, até o Palácio das Laranjeiras, onde foi recebida pelo presidente Juscelino Kubitschek. Ela ganhou a medalha do Mérito Desportivo. De lá foi para São Paulo, sua cidade natal, e desfilou pelas ruas lotadas de fãs em carro do Corpo de Bombeiros do Aeroporto de Congonhas até o centro.

Seu nome está no Livro dos Recordes: a final do US Open de 1964, contra a americana Carole Caldwell Graebner, Maria Esther Bueno venceu em apenas 19 minutos.

 

"A bailarina", como foi batizada pela imprensa da época
"A bailarina", como foi batizada pela imprensa da época
Foto de Odoc

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.144.16.135) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=31921 ORDER BY id DESC