SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=33487 LIMIT 1
O Documento - Wilson diz que grampos começaram na gestão Silval e defende que CPI seja ampliada

GRAMPOLÂNDIA

Wilson diz que grampos começaram na gestão Silval e defende que CPI seja ampliada

Por: Da Redação
Para o deputado, investigações devem ser estendidas a membros do Judiciário, MP e policiais militares
Para o deputado, investigações devem ser estendidas a membros do Judiciário, MP e policiais militares

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) afirmou na manhã desta quinta-feira (9) que o esquema de escutas ilegais operados por policiais militares podem ter começado na gestão do ex-governador Silval Barbosa (2010/2014). “A nossa proposta é que a investigação comece desde 2011. Nós temos indicios de que já exisitia desde o governo Silval Barbosa", disse à rádio Capital FM.

O assunto foi tema de intenso debate entre o tucano e a deputada Janaina Riva (MDB) na última terça-feira (7). Para o tucano, as investigações devem ser ampliadas. “Existem depoimentos que isso já existia desde o governo Silval. Então vamos investigar todos. O governador tem que ser investigado, o vice-governador Carlos Fávaro também tem que ser investigado. A minha proposta é que as investigações se estendam ao Poder Judiciário, para o MP, por que há informações que juízes e desembargadores fizeram barriga de aluguel [quando nomes não investigados são apresentados por in­ves­ti­ga­dores], que delegados de polícia e membros do Gaeco também fizeram. Mas nós temos indícios que as escutas começaram lá atrás”, defendeu.

“Se a deputada Janaina concordar, nós fazemos o entendimento, a divergência é essa, ela quer pegar só de 2015 para frente, mas nós temos indícios de prática de grampolândia, de barriga de aluguel já na gestão do Silval, vamos investigar tudo e todos”.

“Estamos prontos, o nosso Governo é transparente e estamos tranquilos. Quem apresentou primeiro o requerimento em plenário fomos nós, da base governista. A proposta é fazer uma CPI ampla, geral e totalmente irrestrita. Porque durante todo esse processo da grampolândia houve citação de que desembargadores, juízes praticaram barriga de aluguel; delegado da polícia, tenente, capitão, cabo, major, secretário do Estado, enfim. Então, se for para fazer uma CPI que seja de cabo a rabo, do início ao final”.

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.162.118.107) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=33487 ORDER BY id DESC