SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=25030 LIMIT 1
O Documento - STJ mantém prisão do ex-comandante da Polícia Militar

GRAMPOS ILEGAIS

STJ mantém prisão do ex-comandante da Polícia Militar

Por: Da Redação
Coronel Zaqueu Barbosa foi preso em maio acusado de participação no esquema de grampos ilegais
Coronel Zaqueu Barbosa foi preso em maio acusado de participação no esquema de grampos ilegais

O coronel da Polícia Militar, Zaqueu Barbosa, permanece preso por decisão da 5ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), proferida na tarde desta terça-feira (12). Ele  exerceu o cargo de comandante-geral da PM de Mato Grosso e foi preso por suposta participação no esquema de grampos ilegais no Estado.

Permanece detido desde 23 de maio na sede do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Essa é a 3ª vez que um pedido de liberdade do coronel é rejeitado pelo STF. Relator do habeas corpus, o ministro Ribeiro Dantas entendeu não ser possível julgar o pedido da defesa de Zaqueu para revogar a prisão. A decisão dele foi acompanhada pelos demais ministros.

O coronel foi preso preventivamente por ordem do juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara Criminal Militar de Cuiabá. Sobre ele recai a acusação de ser o responsável por inserir números de telefones em ações de interceptação telefônica na modalidade “barriga de aluguel”.

Dessa forma teriam sido grampeados políticos, jornalistas e advogados, supostamente a mando da alta cúpula do governo. O esquema de grampos ilegais veio à tona em denúncia do promotor de Justiça e ex-secretário de Segurança, Mauro Zaque.

Além de Zaqueu, permanece preso no Bope o cabo da PM Gerson Luiz Ferreira. Ele é acusado de supostamente fazer relatórios falsos de grampos militares que eram executados por meio da "barriga de aluguel”. 

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.80.137.187) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=25030 ORDER BY id DESC