SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=38459 LIMIT 1
O Documento - Setor pode ter sonegado R$ 100 milhões; governo nega pressão para barrar CPI

COMBUSTÍVEIS

Setor pode ter sonegado R$ 100 milhões; governo nega pressão para barrar CPI

Por: Da Redação
O deputado Wilson Santos já conseguiu nove assinaturas para a criação da CPI
O deputado Wilson Santos já conseguiu nove assinaturas para a criação da CPI

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) revelou nesta segunda-feira (11) que ligou para o secretário da Casa Civil Mauro Carvalho para saber se os deputados da base de sustentação que assinaram o pedido para a criação da CPI para investigar casos de renúncia fiscal e sonegação fiscal iriam sofrer alguma pressão do Governo.  O requerimento deve ser apresentado nesta terça-feira (12) na Assembleia Legislativa.

Além de Wilson, autor do pedido, já assinaram o requerimento os deputados Delegado Claudinei (PSL), Dr. João (MDB), Elizeu Nascimento (DC), Lúdio Cabral (PT), Janaina Riva (MDB), Thiago Silva (MDB) e Valdir Barranco (PT).

“Ligue para o secretário Mauro Carvalho que me garantiu que não haverá nenhum tipo de pressão contra os deputados da base do Governo que assinaram o requerimento para a criação da CPI. Ele me garantiu que o Executivo vai respeitar a independência do Legislativo”, disse Wilson durante entrevista à rádio Vila Real.

O tucano disse ainda que a CPI irá investigar além do agronegócio, o setor de mineração e de combustíveis. “Calcula-se que em Mato Grosso, a sonegação fiscal gire entre R$ 1 bilhão e 2 R$ bilhões por ano. Há sonegação em ouro, mineração, transporte de gado e madeira. Tive a informação que só o setor de combustível sonegou cerca de R$ 100 milhões. Vou cobrar dos órgãos de controle o que foi feito da documentação entregue pela CPI de 2016 que também investigou a sonegação fiscal”.

O setor dos frigoríficos também deverá se alvo da CPI, de acordo com Wilson Santos. “O ex-governador Silval Barbosa afirmou em delação premiada que recebia cerca de R$ 3 milhões por mês dos frigoríficos. Vamos investigar também esse setor, que em sua maioria está nas mãos da JBS. Vou sugerir aos colegas que a CPI investigue também os frigoríficos, principalmente os ligado a JBS”.           

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (52.91.176.251) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=38459 ORDER BY id DESC