SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=27403 LIMIT 1
O Documento - Pleno do TJ revoga prisão de policial do Gaeco acusado de negociar informações

DECISÃO

Pleno do TJ revoga prisão de policial do Gaeco acusado de negociar informações

Por: Da Redação
Policial era acusado de negociar informações que triam prejudicado as investigações da Operação Convescote
Policial era acusado de negociar informações que triam prejudicado as investigações da Operação Convescote

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) revogou na tarde desta quarta-feira (13) por 2 votos a 1, a prisão preventiva do policial Franckciney Canavarros Magalhães, do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco). Franckciney atuava Gaeco e foi preso no dia 15 de setembro, durante a deflagração da 3ª fase da Operação Convescote, acusado de vender por R$ 10 mil, informações sigilosas que favoreceriam uma organização criminosa para o também investigado Hallan Gonçalves de Freitas, o que trouxe prejuízos para apuração dos fatos.

O Ministério Público Estadual denunciou 22 pessoas acusadas de atuar no desvio de R$ 3 milhões em recursos públicos por meio de prestação de serviço fictícia nos convênios firmados entre FAESP (Fundação de Apoio ao Ensino Superior Público Estadual) e diversos órgãos públicos nos anos de 2015 e 2017.
A decisão foi relatada pelo desembargador Pedro Sakamoto. Marcos Machado seguiu decisão do Relator. Rondon Bassil abriu divergência e foi voto vencido.

O TJ determinou que ainda que Franckciney seguirá trabalhando no setor administrativo da PM e deverá comparecer atos judiciais relacionados ao seu processo. Ele também não deverá se ausentar se ausentar da comarca de Cuiabá.

 

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.166.207.223) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=27403 ORDER BY id DESC