SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=20560 LIMIT 1
O Documento - PGE ouve nove testemunhas em PAD contra conduta de procurador aposentado

INVESTIGAÇÃO

PGE ouve nove testemunhas em PAD contra conduta de procurador aposentado

Por: Da Redação
Caso sobre investigação de Chico Lima encontra-se agora na fase de instrução processual
Caso sobre investigação de Chico Lima encontra-se agora na fase de instrução processual
Foto de Odoc

Na próxima quinta-feira (06.04), a Comissão do Processo Administrativo Disciplinar (PAD) que tramita na Corregedoria Geral da Procuradoria Geral do Estado (PGE-MT), para investigar a conduta do procurador do Estado aposentado, Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, retoma as audiências na fase de instrução processual.

Vão ocorrer também outras audiências na sexta-feira (07) e na próxima segunda-feira (10). Elas deveriam ter ocorrido no final de fevereiro e início do mês de março deste ano. O adiamento deveu-se ao fato de o procurador aposentado do Estado e seu advogado não terem comparecido à primeira audiência marcada para o dia 24 de fevereiro.

Agora, as audiências serão presididas pela procuradora Glaucia Amaral, que foi eleita e empossada como nova corregedora-geral, pelo Colégio de Procuradores, no último dia 24.    Anteriormente, os trabalhos vinham sendo conduzidos pela procuradora Flávia Beatriz Corrêa.

Nesta fase de instrução processual serão ouvidas testemunhas intimadas pela Comissão Processante, arroladas pela Comissão, pela defesa e interrogatório do próprio investigado.

Nesta quinta-feira (06), a partir das 13h30, na sala de audiência da Corregedoria Fazendária, anexa à Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz-MT), serão ouvidas nove testemunhas arroladas pela Comissão Processante. Na sexta-feira (07), no mesmo horário, serão ouvidas quatro testemunhas arroladas pela defesa de Francisco Gomes de Andrade Lima Filho, conhecido como Chico Lima.

Já na segunda-feira (10), será a vez de o investigado ser ouvido. O procurador aposentado está preso na Central de Custódia de Cuiabá.

A mudança de datas para as audiências não interrompe os prazos, nem prejudica a preparação do relatório final a ser encaminhado ao Colégio de Procuradores. "O processo administrativo garante ao servidor público um amplo direito de defesa e de contraditório, facultando o acompanhamento pelo investigado e seus advogados de todos os atos realizados pela Comissão, nos prazos e modos fixados na lei, a partir da instalação do trio processante", disse a ex-corregedora.

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.156.92.138) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=20560 ORDER BY id DESC