SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=26228 LIMIT 1
O Documento - Novo secretário de Segurança também pode ter participação no esquema

ESCUTAS ILEGAIS

Novo secretário de Segurança também pode ter participação no esquema

Por: Da Redação
Delegado Gustavo Garcia, alvo de suspeitas da delegada Ana Cristina Feldner
Delegado Gustavo Garcia, alvo de suspeitas da delegada Ana Cristina Feldner

A delegada Ana Cristina Feldner informou ao desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que tinha suspeitas da participação do atual secretário de Segurança Pública, delegado Gustavo Garcia, no esquema de escutas ilegais em Mato Grosso. A informação foi repassada em setembro quando Perri ainda presidia as investigações. Feldner atuou No caso até o caso ter sido encaminhado para Tribunal Superior de Justiça (STJ).

Garcia é acusado de participação na obtenção do depoimento da delegada Alana Cardoso, coordenadora das operações “Fortis” e “Querubim”, que grampearam uma amante do ex-secretário da Casa Civil, Paulo Taques. Alana contou ter sido constrangida em uma oitiva ilegal feita por Gustavo e pelo então secretário Rogers Jarbas, no final de maio, quando ele era secretário-adjunto de Inteligência da Sesp.

Nos dias que antecederam o depoimento, a delegada afirmou ter recebido “telefonemas” de Gustavo Garcia, que a teria convencido a ir até a SESP através de uma técnica de recrutamento aprendida em um curso de inteligência. “Hoje analisando os fatos friamente percebo que o referido telefonema do Gustavo foi fundamental e imprescindível para que eu fosse até a secretaria de Segurança Pública de forma tão desarmada e vulnerável. Estes telefonemas do Gustavo ocorreram quatro ou três dias antes de minha convocação e oitiva realizada pelo secretário Rogers Jarbas. Gustavo tem amplo conhecimento na área de inteligência. Ele utilizou a técnica aprendida em curso de inteligência, quando realizou os telefonemas pré-ordenados e em dias consecutivos. O nome dessa ferramenta de inteligência utilizada comigo chama-se recrutamento”, afirmou Alana.

“Alana fala que recebeu telefonemas do Gustavo Garcia na semana em que foi convocada a ir à Sesp prestar esclarecimentos, deixando claro que havia uma manobra dos dois secretários para cooptá-la para o que aconteceu na sede daquela secretaria. Esse fato reforça a ação de recrutamento feita pelo Gustavo Garcia em desfavor de Alana”, escreveu Ana Cristina em documento enviado a Perri.

Rogers Jarbas foi preso por determinação do desembargador Orlando Perri, no dia 27 de setembro após a deflagração da Operação Esdras, da Polícia Civil, que apura o escândalo dos grampos ilegais no Estado, supostamente praticado por policiais militares em Mato Grosso. Ele é acusado de tentar obstruir as investigações.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.225.36.143) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=26228 ORDER BY id DESC