SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=25046 LIMIT 1
O Documento - Juiza nega pedido e arrendatária terá que desocupar fazendas de Silval Barbosa

R$ 43,5 MILHÕES

Juiza nega pedido e arrendatária terá que desocupar fazendas de Silval Barbosa

Por: Da Redação
Selma Arruda, juíza da Sétima Vara Contra o Crime Organizado de Cuiabá
Selma Arruda, juíza da Sétima Vara Contra o Crime Organizado de Cuiabá

A juíza Selma Arruda, da Sétima Vara Contra o Crime Organizado de Cuiabá, negou o pedido de uma agricultura que queria permanecer em duas fazendas entregues pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e pelo seu irmão Antônio Barbosa, em acordo de colaboração premida firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR) e homologado no dia 9 de agosto pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF). As fazendas estão localizadas no município de Peixoto de Azevedo, região norte de Mato Grosso e estão avaliadas em R$ 43,5 milhões.

Beatriz Meiners queria permanecer nas propriedades até agosto de 2018, como prevê o contrato de arrendamento que ela alega existir. A decisão, em caráter liminar (provisório), é do dia 4 de setembro. O pedido, porém, foi negado pela magistrada, que justificou que o prazo de arrendamento já venceu. “Em que pese a Embargante sustentar que o arrendamento é válido até agosto/2018, os contratos anexados demonstram, a princípio, o contrário: o vencimento teria ocorrido em 30/06/2017. Tal informação se coaduna com as arguições da defesa de Silval Barbosa, que informa que o “contrato de arrendamento da Fazenda Serra Dourada II e Fazenda Lagoa Dourada I, vencendo nos próximos dias, mais precisamente no dia 30 do corrente mês”.

Selma Arruda apontou contradição nos contratos de arrendamento. “Levando-se em consideração a quantidade de safras, o vencimento ocorreria apenas no ano que vem. Contudo, tal questão não pode, e nem deve, ser dirimida neste Juízo. Isso posto, rejeito liminarmente os embargos de terceiro interpostos por Beatriz Meinerz”, decidiu.

 

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.80.26.116) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=25046 ORDER BY id DESC