SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=22754 LIMIT 1
O Documento - Fábio Garcia classifica retorno de Valtenir ao PSB como incoerente

MAL-ESTAR SOCIALISTA

Fábio Garcia classifica retorno de Valtenir ao PSB como incoerente

Por: Da Redação
Decisão do diretório nacional em repatriar Valtenir tem causado polêmica dentro do PSB
Decisão do diretório nacional em repatriar Valtenir tem causado polêmica dentro do PSB

O deputado federal Fábio Garcia (PSB) criticou a filiação do também deputado federal Valtenir Pereira e classificou o fato dele assumir a presidência da legenda em Mato Grosso como incoerente. Valternir assinou a ficha de filiação ao PSB, na quarta-feira (14), em Brasília com a presença do presidente nacional Carlos Siqueira.

O relacionamento entre o dirigente nacional e membros do PSB de Mato Grosso está desgastada desde que ele destituiu o diretório no estado em maio, após o deputado federal Fábio Garcia desobedecer a orientação nacional e votar a favor da reforma trabalhista proposta pelo presidente Michel Temer (PMDB). Faziam parte do diretório no estado, além de Garcia, o deputado federal Adilton Sachetti, os deputados estaduais Eduardo Botelho, Oscar Bezerra e Max Russi e o ex-prefeito Mauro Mendes. “É difícil até para nós entender tudo isso. Falta uma coerência gigantesca na decisão tomada pelo presidente do partido. Essa celeuma em relação ao PSB, teoricamente, tinha uma motivação, que era o posicionamento em relação à modernização das leis trabalhistas no Brasil. Mas o Valtenir, ao longo de sua caminhada na legislatura, tem se colocado contra tudo o que o PSB prega”, afirmou durante entrevista à rádio Capital FM na manhã de sexta-feira (16).

A filiação de Valtenir gerou um mal estar dentro do PSB, já que suas principais lideranças esperavam que o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes assumisse a presidência regional. “Fica difícil ver coerência nessa decisão tomada pelo presidente do PSB em relação a essa decisão tomada em Mato Grosso. Para nós, é muito difícil entender o que está por trás disso. Até porque o trabalho que fizemos à frente do PSB, desde que assumimos o partido que antes era comandado pelo Valtenir, foi incontestável em termos de crescimento. Recebemos o PSB com um prefeito apenas, o Mauro Mendes, e uma deputada estadual, Luciene Bezerra. Construímos, nesse tempo, um partido que tem, hoje, 16 prefeitos no Estado, 142 vereadores, cinco deputados estaduais e a maior bancada federal do Estado, que são eu e o Sachetti”, destacou.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.162.152.232) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=22754 ORDER BY id DESC