SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=28180 LIMIT 1
O Documento - Estado tem a obrigação de efetuar os repasses ao Hospital Bom Samaritano, diz deputado

PORTAS FECHADAS

Estado tem a obrigação de efetuar os repasses ao Hospital Bom Samaritano, diz deputado

Por: Silvana Bazani
Fonte: Da Redação
Hospital em Cáceres paralisou suas atividades na quinta-feira por falta de repasses do Estado
Hospital em Cáceres paralisou suas atividades na quinta-feira por falta de repasses do Estado

O deputado estadual Adriano Silva (PSB) tenta agendar uma reunião com o secretário estadual de Saúde, Luiz Soares, na próxima semana. Com a retomada do trabalho legislativo na terça-feira (16) para votar as contas do governo, o parlamentar retorna de Cáceres para Cuiabá e tentará reverter junto ao Executivo a paralisação do Hospital Filantrópico Bom Samaritano, de Cáceres.

A paralisação foi motivada por uma dívida acumulada em R$ 500 mil, desde março, período durante o qual não houve transferências de recursos pelo governo do Estado, apesar da continuidade da prestação de serviços pela entidade. A dívida acumulada é relativa a tributos não pagos e salários atrasados de prestadores de serviços.

Nessa quinta-feira (11), o deputado se reuniu com a direção da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) para discutir parceria entre a instituição educacional e o hospital filantrópico, que possui 32 leitos e é considerado referência no tratamento de hanseníase. “A Unemat tem curso de Medicina e Enfermagem, então começamos uma mesa redonda de técnicos, para dar um novo direcionamento ao Hospital e não ficar só no tratamento de doenças de pele e hanseníase”.

Para o deputado Adriano Silva, é importante o hospital ampliar a prestação de serviço e o governo reconhecer a importância do trabalho prestado, liquidando o débito acumulado pela entidade com o atendimento à população da região de Cáceres.  “Depois que venceu o contrato (com o governo), eles continuaram gerando obrigações, porque estavam em tratativas de um novo contrato. Então, o Estado tem a obrigação de efetuar os repasses”, argumenta.

De acordo com a assessoria da Secretaria Estadual de Saúde (SES), durante dez meses foram efetuados repasses ao Hospital Bom Samaritano, em valores mensais de R$ 50 mil, conforme convênio vigente e que foi cumprido até fevereiro de 2017. “Para manter a continuidade dos repasses teria que ser assinado novo convênio e isso está sendo apurado junto à secretaria-adjunta de Políticas e Regionalização”, informou a SES, via assessoria de imprensa.

Mais paralisações - Os hospitais filantrópicos Santa Helena, Hospital Geral e Santa Casa de Cuiabá decidiram paralisar os atendimentos para novos pacientes nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTI's) a partir da próxima segunda-feira (15). A Santa Casa de Rondonópolis também deverá paralisar seus serviços nos próximos dias, devido a falta de repasses por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e também ausência das contrapartidas da SES.

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.92.153.90) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=28180 ORDER BY id DESC