SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=20130 LIMIT 1
O Documento - Blairo diz que PF exagerou e quer trabalho em conjunto para evitar "equívocos"

CARNE FRACA

Blairo diz que PF exagerou e quer trabalho em conjunto para evitar "equívocos"

Por: Da Redação
Ministro da Agricultura Blairo Maggi: na bronca com a conduta de divulgação da PF
Ministro da Agricultura Blairo Maggi: na bronca com a conduta de divulgação da PF
Foto de Reprodução

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, criticou a maneira que a Polícia Federal usou para divulgar a operação “Carne Fraca”, deflagrada na última sexta-feira (17) pela Polícia Federal. De acordo com o político mato-grossense, houve exagero da conduta de divulgação. “Houve, sim, exagero na forma como foi feita a comunicação. Faltou respaldo técnico para que pudessem dar essas declarações”, disse, em entrevista à rádio Capital FM na manhã desta segunda-feira (20)

Na opinião do ministro, informações equivocadas foram repassadas por integrantes da Polícia Federal com relação sobre como os frigoríficos devem proceder na comercialização de seus produtos. “Daqui para frente temos que atuar em conjunto. Deixar claro que não é crime utilizar carne de cabeça. Existe um regulamento que permite utiliza-la em determinada quantia, em determinada porcentagem. Isso é ciência, o mundo inteiro faz isso”, disse.

“A questão do papelão na carne, por exemplo, é uma coisa que nem deveria ser noticiada. O que está na gravação é que o funcionário reclama que acabaram as bandejas de plástico onde ele guarda a carne e pediu autorização para colocá-la em uma caixa ou bandeja de papelão. Ele mesmo diz que se depois não conseguir que o produto seja viável, então irá jogá-lo fora”.

A "Operação Carne Fraca" cumpriu 309 mandados judiciais na última sexta-feira, em seis estados e no Distrito Federal. A PF informou que a operação é, em números, a maior já realizada no País. Após a deflagração da operação, a PF divulgou que fiscais do Ministério da Agricultura auxiliava na pratica das fraudes cometidas pelos frigoríficos.

 

 

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.159.66.70) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=20130 ORDER BY id DESC