SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=32654 LIMIT 1
O Documento - Sinpol emite nota de repúdio contra advogados que foram presos e liberados após confusão

FIANÇA PAGA

Sinpol emite nota de repúdio contra advogados que foram presos e liberados após confusão

Por: Da Redação
Advogado Luciano Carvalho recebeu atendimento após ser preso. Polícia alega que ele tentou impedir o trabalho de uma equipe da Delatran
Advogado Luciano Carvalho recebeu atendimento após ser preso. Polícia alega que ele tentou impedir o trabalho de uma equipe da Delatran
Foto de Reprodução

O Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso (Sinpol-MT) emitiu nota de repúdio ao advogado Luciano Carvalho do Nascimento, que tentou impedir o trabalho de uma equipe  da Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran) na noite de sexta-feira (6). Os policiais tentavam realizar a prisão do também advogado Dyego Nunes da Silva Souza, acusado de ter atropelado Martiniano Cabral, de 54 anos, no Bairro CPA 4, e ter fugido sem prestar socorro.

Os policiais conseguiram localizar o endereço de Dyego no bairro Morada da Serra e o carro com a mesma descrição dada pelas testemunhas. O Ford Fiesta estava com o para-brisa quebrado e a lateral danificada, indicando o impacto da batida.

Ao notar a presença da equipe, Dyego ligou para Luciano, que foi até o local e se apresentou como seu advogado de defesa. De acordo com os policiais, ele não mostrou a carteira de registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de incitar o cachorro contra os policiais e ainda ter  tentado impedir que o veículo fosse levado para perícia. Dyego também se recusou a realizar o teste do bafômetro.

“A presidente do Sinpol-MT considera inconcebível a ação do referido advogado, que primeiramente incitou um cão de raça pitbull contra os policiais, em seguida impediu a entrada da equipe na casa do acusado. Registro, por oportuno, que os investidores de polícia estavam no efetivo exercício de suas funções constitucionais na apuração de ilícitos penais”, diz trecho da nota.

Os policias então acionaram a Gerência de Operações Especiais (GOE), que entraram na residência e prenderam os dois. “No exercício da advocacia, mesmo em seu ministério privado, o Advogado não pode, em nenhuma hipótese, se achá-lo acima da lei: ele é igual a qualquer outro cidadão e deve responder por seus atos”

Dyego Nunes foi solto na tarde de sábado (7) após pagar fiança de 3 salários mínimos, equivale a R$ 2,8 mil. Já o seu advogado Luciano Carvalho também liberado, mas terá que responder por um termo circunstanciado de ocorrência.

 

Veja a nota de repúdio

O Sindicato dos Investigadores de Polícia do Estado de Mato Grosso – Sinpol-MT repudia a ação do advogado, que tentou impedir o acesso de uma equipe da Delegacia de Delitos de Trânsito – DELETRAN, ao Sr. Dyego Nunes da Silva Souza, este, acusado de ser o autor de um atropelamento ocorrido nesta sexta-feira (6).

A presidente do Sinpol-MT considera inconcebível a ação do referido advogado, que primeiramente incitou um cão de raça pitbull contra os policiais, em seguida impediu a entrada da equipe na casa do acusado.
Registro, por oportuno, que os investidores de polícia estavam no efetivo exercício de suas funções constitucionais na apuração de ilícitos penais

No exercício da advocacia, mesmo em seu ministério privado, o Advogado não pode, em nenhuma hipótese, se achá-lo acima da lei: ele é igual a qualquer outro cidadão e deve responder por seus atos. A situação do acusado não é diferente: trata-se de alguém que cometeu um delito no trânsito e usou de recursos escusos para fugir da responsabilidade e tentar ficar impune.

O Sinpol-MT, atraves de sua líder sindical repele o comportamento demonstrado pelo advogado, que mesmo após a chegada ao local de uma equipe da Gerência de Operações Especiais (GOE) para auxiliar no cumprimento da prisão, continuou tentando obstruir o trabalho Policial, numa atitude radical e intempestiva contra os policiais que cumpriam o seu dever.

A Diretoria do Sinpol-MT hipoteca apoio aos policiais.
Cuiabá/MT, 07 de julho de 2018.
EDLEUSA MESQUITA
Presidente do Sinpol-MT

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.159.51.118) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=32654 ORDER BY id DESC