SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=30497 LIMIT 1
O Documento - Juíza mantém prisão de médica que atropelou e matou vendedor de verduras

MIGUEL SUTIL

Juíza mantém prisão de médica que atropelou e matou vendedor de verduras

Por: Da Redação
A médica não prestou socorro à vítima e poderá pegar até 4 anos de prisão
A médica não prestou socorro à vítima e poderá pegar até 4 anos de prisão
Foto de Reprodução

A juíza plantonista Renata do Carmo Evaristo Parreira, da 9ª Vara Criminal de Cuiabá, determinou a prisão preventiva da médica Letícia Bortolini,de 37 anos, acusada de provocar o acidente que matou o vendedor de verduras Francisco Lúcio Maia, de 48 anos, na avenida Miguel Sutil e fugir sem prestar socorro, na noite de sábado (14). A decisão foi proferida na tarde deste domingo (15), após audiência de custódia realizada no Fórum de Cuiabá.

De acordo com a magistrada, a decisão foi necessária para manter a “ordem pública”. “Superada a demonstração da materialidade e presentes os indícios de autoria, chega-se à inferência de que a ordem pública será abalada se a autuada for posta em liberdade, ante o modus operandi empregado na prática delitiva, onde demonstra, per si, a perosnalidade criminosa da ré, tenho que sua prisão preventiva deve ser decretada, com fim de assegurar a ordem pública", diz a decisão.

O acidente aconteceu por volta das 19h50, quando o vendedor já chegava ao canteiro central da avenida com o seu carrinho. Letícia Bortolini dirigia  um Jeep Compass e estava em companhia do esposo e também médico,  Aritony de Alencar Menezes, de 37 anos.

Ela não prestou socorro e fugiu do local do acidente. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas constatou o óbito da vítima.

O casal foi localizado pela Polícia Militar em sua residência em um condomínio de luxo no bairro Jardim Itália. De acordo com a PM, Letícia apresentava sinais visíveis de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

Ela e o esposo foram encaminhados para prestar depoimentos na Central de Flagrantes. A médica foi autuada por omissão de socorro, lesão corporal, homicídio culposo e direção perigosa. O marido dela foi liberado após prestar depoimento, mas poderá responder por omissão de socorro. Em caso de condenação, Letícia poderá pegar mais de 4 anos de prisão.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.162.173.119) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=30497 ORDER BY id DESC