SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=29799 LIMIT 1
O Documento - História de famílias pioneiras de Cuiabá será catalogada em site

CUIABÁ 300 ANOS

História de famílias pioneiras de Cuiabá será catalogada em site

Por: Da Redação c/ Assessoria
A plataforma digital será lançada nesta segunda-feira (19.03), às 19h30, na antiga Casa dos Governadores Luzia Araújo | Gcom-MT
Famílias tradicionais serão relembradas em site
Famílias tradicionais serão relembradas em site
Foto de Aquivo Famílias Pioneiras

A história das primeiras famílias que contribuíram para a colonização de Cuiabá será catalogada pelo Governo do Estado em comemoração aos 300 anos da Capital. A ação faz parte do projeto “Famílias Pioneiras – Cuiabá 300 Anos”, coordenado pelo Núcleo de Ações Voluntárias (Nav), por meio da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos.

A plataforma digital será lançada nesta segunda-feira (19.03), às 19h30, na antiga Casa dos Governadores, no centro de Cuiabá. Na mesma data também será eleita a nova diretoria do Muxirum Cuiabano, movimento criado na década de 90 na capital para difundir e fortalecer as tradições cuiabanas.

Serão mapeadas as famílias que chegaram à capital mato-grossense no período colonial, a partir do ano de 1.700, até a divisão do Estado, em 1.977. Além dos registros bibliográficos e documentos históricos e públicos, a pesquisa terá um site que receberá a contribuição de familiares e pesquisadores, com a doação de publicações e documentos pessoais que relatem a trajetória dessas famílias no Estado.

A pesquisa será coordenada pela escritora, historiadora e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, Neila Barreto, com a colaboração do professor Ernani Calhao, coordenador da Comissão das Famílias Pioneiras.

Segundo Neila, o mapeamento foi dividido em três partes, tomando como base a família-tronco, conhecida também como “chegantes”. “Os chegantes são famílias que aqui chegaram e contribuíram na formação da cidade e no seu desenvolvimento.Também estudaremos as ramificações dessas famílias”, explica.

A professora ressalta que o estudo é importante para as futuras gerações mato-grossenses. “A nova geração precisa conhecer a história das famílias pioneiras de Cuiabá e o Instituto Histórico está presente para colaborar com as publicações, gerando conhecimento à nossa população.”


Segundo a coordenadora geral da Comissão Estadual Cuiabá 300 anos, Cely Almeida, o resultado da pesquisa será transformado em três mil livros, que serão distribuídos em todo estado, além de subsidiar a comenda “Tricentenário de Cuiabá – Famílias Pioneiras”.

“A pedido da pesquisa partiu do governador Pedro Taques, que é um cuiabano nato parte de uma família tradicional, deixando um legado da história dos migrantes para Cuiabá. Este projeto vai trabalhar a memória e história, mapeando as famílias que chegaram a Cuiabá entre o período colonial e a divisão do estado, em 1977. Essa pesquisa não para por aí. Os próximos governantes podem dar continuidade, mapeando desde a divisão até os dias de hoje”.

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.224.247.42) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=29799 ORDER BY id DESC
  • 0
    0
    Autor:
    Olá tenho documentos de minha família por parte de minha avó, que era de Cuiabá de 1878.
  • 0
    5
    Autor:
    Podemos esperar ótimas matérias,o professor Ernani Calhao é um estudioso e sério, que seja implantado o projeto o mais rapido.