SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=24624 LIMIT 1
O Documento - Flamengo vence o Atlético-PR e segue invicto com o técnico Rueda

EMBALADO

Flamengo vence o Atlético-PR e segue invicto com o técnico Rueda

Por: Terra
Com o resultado, o rubro-negro carioca chega à quinta colocação no Brasileiro
Com o resultado, o rubro-negro carioca chega à quinta colocação no Brasileiro

O Flamengo não encontrou a menor dificuldade para derrotar o Atlético-PR por 2 a 0, em partida disputada na tarde deste domingo, na Ilha do Urubu, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado fez o time carioca chegar aos 35 pontos ganhos, na quinta posição. O clube paranaense seguiu com 30, na sétima. Os gols foram marcados por Diego e Willian Arão, ambos no primeiro tempo.

O Flamengo foi superior durante os 90 minutos e não deu muitas chances para o adversário. O time dirigido por Reinaldo Rueda mostrou um futebol agressivo e soube aproveitar a boa forma do colombiano Berrío, que criou as melhores jogadas de ataque. O Atlético-PR não perdia há quatro jogos e mostrou um desempenho irregular, principalmente no primeiro tempo. Melhorou na segunda etapa, mas não criou condições para mudar o resultado.

Na próxima rodada, os dois times terão clássicos pela frente. O Flamengo enfrentará o Botafogo no Engenhão, enquanto o Atlético-PR receberá o Coritiba na Arena da Baixada.

O Flamengo iniciou a partida com espírito ofensivo. Seus atacantes marcavam a saída de bola do adversário com a intenção de retardar a movimentação do Atlético-PR. O meia Diego centralizava todas as jogadas de ataque e tentava colocar seus companheiros em condições de concluir.

Depois dos 10 minutos, o time paranaense também passou a adotar a marcação adiantada, o que obrigou o goleiro Diego Alves a apelar para o chutão após receber uma bola recuada por Rhodolfo. Aos 11 minutos, Eduardo Henrique recebeu na entrada da área, sem marcação, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Diego Alves.

Aos 16 minutos, o Flamengo marcou o primeiro gol. Everton cobrou escanteio, e Guerrero cabeceou. Weverton espalmou, mas Diego, livre, apenas empurrou para dentro.

O Atlético-PR tentou dar o troco um minuto depois com um chute de Ribamar, mas Diego Alves defendeu sem dificuldades. A resposta do Flamengo assustou. Após levantamento de Juan, Wanderson rebateu mal, e Guerrero emendou, mas a bola saiu.

O time dirigido por Reinaldo Rueda ditava o ritmo da partida, e a dupla formada por Rodinei e Berrío dava muito trabalho aos zagueiros da equipe visitante. Aos 30 minutos, quase o Atlético-PR marcou o gol do empate. Após cruzamento na área, o goleiro Diego Alves saiu mal, trombou com Juan, mas conseguiu se recuperar e defender o chute de Sidcley.

Um minuto depois, o time carioca ampliou. Berrío cruzou, a zaga rebateu mal, e Willian Arão, na entrada da área, bateu de primeira, sem chances para Weverton. Aos 33 minutos, o Flamengo teve a chance de marcar o terceiro gol. Berrío ganhou mais uma vez de Fabrício e cruzou. Weverton rebateu para a frente, e Paulo André bloqueou o chute de Rodinei.

O Atlético-PR voltou a ameaçar aos 36 minutos, com um chute perigoso de Pavez. Logo depois, Ribamar foi lançado na corrida, e Diego Alves saiu bem do gol para abafar o perigo, no último lance importante da etapa inicial.

O time paranaense voltou modificado para o segundo tempo. Douglas Coutinho e Pablo entraram nas vagas de Sidcley e Ribamar.

Assim, o jogo recomeçou com o Atlético-PR tentando ficar mais tempo com a bola, para impedir a pressão do Flamengo, mas encontrando dificuldades para mudar o panorama do jogo. O Rubro-negro da Gávea, por sua vez, administrou a vantagem com muito toque de bola, impedindo que o Atlético-PR criasse condições de ameaçar o gol defendido por Diego Alves.

Com essa postura do Flamengo, a partida ficou mais monótona e com poucos lances de emoção. Só aos 13 minutos o Furacão ameaçou em lance de bola parada. Guilherme levantou na área, Paulo André cabeceou, e Diego Alves impediu a conclusão de Pablo, que demorou a chutar.

O jogo continuou monótono porque o Flamengo apenas se preocupava em administrar a vantagem, e o Atlético-PR não mostrava forças para ameaçar a defesa da equipe carioca.

Aos 21 minutos, a torcida da casa voltou a se agitar. Guerrero recebeu na área e chutou em cima da zaga. A bola sobrou para Berrío, que tocou para Willian Arão, livre na área, mas o volante furou de forma bisonha.

O Atlético-PR respondeu aos 25, em momento de grande perigo. Após cruzamento de Eduardo Henrique, Pablo ganhou de Juan, mas cabeceou para fora, desperdiçando uma boa chance.

Depois desse lance, o técnico Reinaldo Rueda decidiu mudar a formação da equipe e substituiu o atacante Berrío pelo volante Rômulo.

Aos 34 minutos, Guerrero recebeu na entrada da área, livrou-se da marcação e tocou no ângulo, mas a bola saiu. Logo depois, o goleiro Weverton evitou o terceiro gol ao defender cabeçada de Rômulo. O goleiro atleticano voltou a aparecer bem aos 45, ao defender uma cabeçada perigosa de Juan, após cruzamento de Everton.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 27 de agosto de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Público: 8.428 pagantes

Cartões amarelos: Paulo André e Pavez (Atlético-PR)

Gols: FLAMENGO: Diego, aos 16 e Willian Arão, aos 31 minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Juan, Rhodolfo e Pará; Cuéllar (Vinícius Júnior), Willian Arão e Diego (Éverton Ribeiro); Berrio (Rômulo), Guerrero e Everton

Técnico: Reinaldo Rueda

ATLÉTICO-PR: Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Wanderson e Fabrício; Pavez, Eduardo Henrique (Matheus Rossetto), Sidcley (Douglas Coutinho) e Guilherme; Nikão e Ribamar (Pablo)

Técnico: Fabiano Soares

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.80.26.116) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=24624 ORDER BY id DESC