SELECT p.*, IF(LENGTH(fotos)>10,0,(SELECT id FROM w229_post_fotos WHERE post=p.id ORDER BY principal DESC, id LIMIT 1)) AS fotoGal FROM w229_post AS p WHERE p.id=28554 LIMIT 1
O Documento - Inadimplência com cheques é a menor dos últimos quatro anos

QUEDA

Inadimplência com cheques é a menor dos últimos quatro anos

Por: Da Redação
Percentual de devoluções pela segunda vez por insuficiência de fundos em 2017, em relação aos compensados, foi de 2,00%, mesmo patamar registrado em 2013
Percentual de devoluções pela segunda vez por insuficiência de fundos em 2017, em relação aos compensados, foi de 2,00%, mesmo patamar registrado em 2013

Em 2017 foram devolvidos pela segunda vez, por falta de fundos, 2,00% do total de cheques compensados em todo o país, revela o Indicador Serasa Experian de Cheques Sem Fundos. O patamar de inadimplência com cheques é o menor dos últimos quatro anos, retornando ao mesmo nível de 2013.

Na comparação mensal, dezembro de 2017 teve um percentual maior de devoluções (1,96%) em relação a novembro de 2017, quando 1,93% dos cheques foram devolvidos. Em relação a dezembro de 2016, quando o percentual foi de 2,25%, houve queda.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a retomada do crescimento econômico, combinada com a queda da inflação e dos juros, e o recuo gradual da taxa de desemprego, contribuíram para a redução da inadimplência com cheques no ano de 2017.

De janeiro a dezembro de 2017, entre as regiões do país, a liderança de devoluções foi da região Nordeste, com 3,92% de cheques devolvidos. O Sul apresentou o menor percentual de devoluções no período: 1,65%.

Já entre os estados, o Amapá segue na liderança do ranking de cheques sem fundos entre janeiro e setembro de 2017: foram 15,42% de cheques devolvidos. Na outra ponta, São Paulo teve o menor percentual de devoluções: 1,59%.

Na Região Centro-Oeste, a devolução de cheques em dezembro/17 foi de 2,56% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,47% registrada em novembro/17. Em dezembro/16, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos na Região Centro-Oeste havia sido de 3,15% do total de cheques compensados.

No Distrito Federal, a devolução de cheques em dezembro/17 foi de 3,03% do total de cheques compensados, menor que a devolução de 3,24% registrada em novembro/17. Em dezembro/16, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Distrito Federal havia sido de 3,58% do total de cheques compensados.

Em Goiás, a devolução de cheques em dezembro/17 foi de 2,69% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,49% registrada em novembro/17. Em dezembro/16, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos em Goiás havia sido de 3,15% do total de cheques compensados.

No Mato Grosso do Sul, a devolução de cheques em dezembro/17 foi de 2,14% do total de cheques compensados, igual a devolução de 2,14% registrada em novembro/17. Em dezembro/16, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Mato Grosso do Sul havia sido de 2,69% do total de cheques compensados.

Em Mato Grosso, a devolução de cheques em dezembro/17 foi de 2,23% do total de cheques compensados, maior que a devolução de 2,13% registrada em novembro/17. Em dezembro/16, a devolução de cheques pela segunda vez por falta de fundos no Mato Grosso havia sido de 3,17% do total de cheques compensados.

 

Comentários

Atenção! Seu comentário é de sua inteira responsabilidade.
O site "O Documento" é livre para rejeitar comentários ofensivos, com linguajar de baixo calão, denúncias sem evidências e outros que julgar inapropriados. Mesmo que o seu comentário seja aprovado pela nossa equipe, a responsabilidade sobre ele continua sendo sua.
O IP da sua conexão (54.82.93.116) será armazenado e disponibilizado às possíveis vítimas caso este espaço seja utilizado para atingir a honra ou prejudicar a imagem de alguém.
Enviar
    SELECT id,nome,email,comentario,i_cadastro,positiv,negativ,aprovado FROM w229_post_coment AS t WHERE aprovado>=0 AND post_id=28554 ORDER BY id DESC