conecte-se conosco


Agro News

Mapa e IICA apresentam estudo sobre potencial para florestas plantadas no DF e mais 32 municípios

Publicado

O incentivo ao plantio de espécies florestais comerciais será discutido no seminário “Cadeia produtiva de florestas plantadas no Distrito Federal e na Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride)” composta por 32 municípios, nesta quinta-feira (16), na AgroBrasília 2019, no PAD/DF (Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal), em Planaltina.

Segundo Sidney Medeiros, auditor fiscal agropecuário da Secretaria de Inovação e Irrigação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento (Mapa), será apresentado estudo do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) para o plantio de até 170 mil hectares de árvores destinadas à produção de biomassa florestal (eucalipto moído), para ser usada como lenha em três termoelétricas.

A área de florestas plantadas no DF e na Ride é de aproximadamente 44 mil hectares. “Existe viabilidade para a implantação, mas falta criar o mercado consumidor”, explicou o auditor fiscal. O estudo tem a participação do ministério e da Secretaria de Agricultura do DF.

No evento, também será discutida a visão do investidor sobre ativos florestais e energia; geração de energia com biomassa e o eucalipto na construção civil. Também serão realizadas visitas guiadas à área de plantio no sistema de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) da Coopa-DF e ao local de manejo de plantios de eucalipto para diversos produtos de madeira.

Leia Também:  ALFACE/CEPEA: Feriado enfraquece vendas e preço cai no atacado

Mais informações à Imprensa:Coordenação geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: MAPA GOV
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Agro News

Em encontro com ministra, Esalq/USP e universidade chinesa tratam de pesquisas em agropecuária

Publicado

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) participou nesta quinta-feira (16), em Pequim, da reunião de plano de trabalho entre a China Agricultural University (CAU) e a Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo (Esalq/USP), que mantêm convênio para desenvolvimento conjunto de pesquisas.

Na reunião, cada instituição se comprometeu em definir três projetos de pesquisa em agropecuária.

Alguns temas sugeridos pela ministra e o professor da Esalq, Sérgio De Zen, foram equivalência de protocolos veterinários científicos e vigilância sanitária, respectivamente. O secretário de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do ministério, Fernando Camargo, propôs apoio da Embrapa aos projetos.

O reitor da CAU, Sun Qixin, destacou o interesse em implantar um centro de tecnologia Brasil-China e desenvolver pesquisas na área sanitária de bovinos. Em março, o reitor esteve no Brasil, onde se reuniu com a reitoria da USP para ampliar a parceria já existente entre as universidades. Na ocasião, a delegação chinesa visitou a Esalq, em Piracicaba (SP).

Pelo acordo, estudantes chineses visitarão a USP este ano e brasileiros irão para a China.

Leia Também:  ALFACE/CEPEA: Feriado enfraquece vendas e preço cai no atacado

Segundo a ministra, o convênio estreita as relações entre os países, tornando-as mais duradouras, e é uma excelente oportunidade para os universitários. “China e Brasil podem fazer mais juntos”, disse Tereza Cristina, acrescentando que as pesquisas ajudarão na modernização da agricultura nos países. 

Mais informações à Imprensa:
Coordenação geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: MAPA GOV
Continue lendo

Agro News

Novo diretor do Inmet toma posse e diz que vai ampliar a integração no órgão

Publicado

O novo diretor do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Carlos Edison Carvalho Gomes, tomou posse nesta quinta-feira (16), em solenidade em Brasília. O Inmet é vinculado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Em seu discurso, Gomes ressaltou a importância do Inmet e disse que a integração será um fator determinante em sua atuação. “Na meteorologia se trabalha com parceiros, e nós procuraremos trabalhar em parceria com todos os atores da área de meteorologia. Iremos também incrementar um desenvolvimento maior do que já vem acontecendo aqui no Instituto, além de integrar nossas estações, pois quanto maior for a integração, melhor será o resultado do nosso trabalho”, disse o diretor.

Segundo Gomes, o objetivo é oferecer um produto melhor para o usuário. “Nós temos o zoneamento agrícola, a parte de seguro e financiamento e que nós podemos apoiar tudo isso, basta que trabalhemos de forma integrada.  Iremos procurar atingir os nossos usuários, o pessoal da agroindústria, do agronegócio e os agricultores com informações adequadas e oportunas às suas atividades”.

O secretário de Política Agrícola do Mapa, Eduardo Sampaio Marques, que esteve presente no evento, ressaltou a importância da informação meteorológica para a agricultura.  “O Garantia-safra, o Proagro, Proagro Mais e o Seguro Rural dependem fortemente da informação meteorológica, depende também que tenhamos essa rede funcionando e, inclusive, de ampliarmos nossa rede para melhorar os nossos programas”, disse o secretário.

Fonte: MAPA GOV
Leia Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Indicador começa maio em patamar firme
Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana