conecte-se conosco


Internacional

Incêndio atinge Catedral de Notre-Dame em Paris

Publicado

Um incêndio atinge desde o início da tarde de hoje (15) a Catedral de Notre-Dame, no centro de Paris. A fumaça pode ser vista do topo do patrimônio considerado uma referência histórica da capital francesa.

A prefeita da cidade, Anne Hidalgo, usou sua conta pessoal no Twitter para lamentar o “terrível” acidente em curso e exaltar o trabalho dos bombeiros que estão no local tentando combater as chamas. “Estamos mobilizados no local em estreita ligação com o @dioceseParis. Peço a todos respeito ao perímetro de segurança”, destacou a prefeita.

Uma das mais importantes e famosas catedrais de Paris, a Notre-Dame, dedicada a Santa Maria, mãe de Jesus Cristo, foi construída entre 1160 1345, em estilo gótico. Ao longo dos anos, a catedral foi palco de cerimônias celtas e romanas, além de ter inspirado o romance conhecido como O Corcunda de Notre-Dame, do escritor francês Victor Hugo, publicado em 1831.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC
Leia Também:  Presidente do Sudão é deposto por militares após 30 anos no poder
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

Seis em cada dez estudantes uruguaios não terminam o ensino médio

Publicado

Atualmente, apenas 36% dos estudantes uruguaios concluem o ensino médio no tempo normal. É o que revela informe divulgado nesta quarta-feira (24) no Uruguai, que traz dados negativos sobre qualidade do ensino médio no país, conhecido por seus altos indicadores sociais. De acordo com o informe, se considerados os jovens até 23 anos, 43% têm o segundo grau completo.

O documento, apresentado pela Administração Nacional de Ensino Público (Anep) do Uruguai, mostra que o país está abaixo da média regional, próximo de países como Honduras, Guatemala e El Salvador e muito atrás dos vizinhos Brasil (63,5%) e Argentina (60,7%). A projeção da Anep era que, em 2020, 45% dos jovens tenham completado os estudos no tempo normal. Entre os jovens de 21 a 23 anos, o percentual deveria chegar a 75%, mas os números de hoje mostram que a meta prevista para o quinquênio 2016-2020 era muito ambiciosa.

Em 2016, 32% dos estudantes terminavam o ensino médio no tempo normal; 39% deles, aos 23 anos de idade.

Leia Também:  Ucranianos voltam às urnas neste domingo

Diferentemente do Brasil, o ensino médio no Uruguai é composto por dois ciclos, cada um de três anos de duração. O ciclo básico é obrigatório para os jovens de 12 a 14 anos. Já o ciclo superior, conhecido como bachillerato, é destinado aos jovens de 15 a 17 anos.

O documento divulgado pela Anep leva em consideração tanto os formados no ensino médio tradicional quanto no ensino técnico profissionalizante, conhecidos como “liceo” e UTU (Universidad del Trabajo del Uruguay), respectivamente.

O informe traz, por outro lado, uma boa notícia: o ensino obrigatório para crianças de 3 anos superou a meta. O Anep havia estipulado que pelo menos 13 mil crianças de 3 anos estivessem matriculadas em 2018, mas o número superou os 14.200.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC
Continue lendo

Internacional

Egito aprova mudança que amplia mandato do atual presidente

Publicado

Eleitores do Egito aprovaram uma reforma constitucional que amplia os mandatos presidenciais, uma medida que permite que o presidente Abdel Fatah al-Sisi fique no poder até 2030.

O sim venceu o referendo com o apoio de 88,8% dos 27 milhões de eleitores que participaram da votação, segundo divulgaram hoje (24) autoridades eleitorais.

A aprovação era dada como certa. As alterações constitucionais abrem a possibilidade para Sisi tentar a reeleição ao fim do atual mandato, permanecendo no poder até 2030 em caso de vitória.

A reforma prolonga a duração do mandato presidencial de quatro para seis anos. E prevê um máximo de dois mandatos consecutivos para o ocupante do cargo.

Sisi já foi reeleito para um segundo mandato de quatro anos no ano passado, mas os parlamentares acrescentaram um artigo provisório para permitir que ele estenda o atual mandato para seis anos e possa disputar mais uma vez as eleições, em 2024.

Mensagem

O presidente usou uma rede social para comemorar os resultados e elogiou os egípcios que votaram com “consciência patriótica” diante dos desafios que o país enfrenta atualmente.

Leia Também:  Justiça determina prisão por dez dias de ex-presidente do Peru

O presidente da Autoridade Nacional Eleitoral do Egito, Lashin Ibrahim, anunciou que 27,1 milhões de eleitores, 44,3% dos habilitados a participar do referendo, exerceram seu direito ao voto.

Dos cerca de 26,3 milhões de votos válidos, 23,4 milhões de egípcios foram favoráveis às emendas e 2,94 milhões optaram pelo não no referendo, o equivalente a 11,1% do total.

*Com informações da Deutsche Welle (agência pública da Alemanha)

Edição: Kleber Sampaio

Fonte: EBC
Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana