conecte-se conosco


Registro Geral

Ex-presidente da AL sofre mais uma condenação na 7ª Vara Criminal e já soma quase 90 anos de prisão

Publicado

Ex-presidente do Legislativo, José Riva já soma quase 90 anos de prisão

O juiz Jorge Tadeu, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, condenou o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Riva (sem-partido) a 18 anos e 7 meses de prisão em regime fechado.  O ex-chefão do Legislativo terá que devolver ainda R$ 8,8 milhões aos cofres públicos. A sentença é resultado de julgamento conjunto de 4 processos provenientes da operação Arca de Noé, desencadeada em dezembro de 2002. O réu poderá recorrer em liberdade. Com mais essa condenação, Riva já acumula 88 anos de prisão, em apenas quatro condenações, todas por atos praticados no âmbito da Assembleia Legislativa.

Leia Também:  Governo endurece regras e acaba com a farra das licenças-prêmios, gerando economia ao Tesouro
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Registro Geral

Mesmo com Tesouro em crise financeira, sindicalistas tentam inflamar funcionalismo contra o Governo

Publicado

Integrantes do Fórum Sindical vão pressionar Governo por RGA, mesmo com Tesouro em crise

Na contramão da história, uma vez que o Governo enfrenta grave crise financeira, dirigentes sindicais se mobilizam para cobrar a Revisão Geral Anual (RGA) a partir do próximo mês, levando-se em conta que maio é a data base para a recomposição salarial do funcionalismo público. Chefões do Fórum Sindical, entidade composta por mais de 30 categorias e segmentos do Executivo, cobram a diferença da RGA de 2018, correspondente a 2,06%. Segundo fonte da coluna, líderes do Fórum tentam inflamar os servidores contra o Governo, mas sem efeito prático. Agindo com bom senso, os mais de 100 mil funcionários da ativa, aposentados e pensionistas não vão entrar na onda de meia dúzia de sindicalistas.

Leia Também:  FMF precisa adotar nova estratégia de marketing para atrair torcedores na final entre Cuiabá e Operário
Continue lendo

Registro Geral

Medeiros é acusado de vender voto e reage ao chamar colega de “vagabundo”; veja o vídeo

Publicado

Deputado federal José Medeiros (MT): vias de fato na defesa da Reforma da Previdência

Deputados federais quase saíram no braço na tarde desta quarta-feira (24) no plenário da Câmara dos Deputados após a repercussão de matéria da Folha sobre uma suposta decisão do governo de Jair Bolsonaro (PSL) de oferecer a parlamentares aumento nas emendas parlamentares em troca de votos pela Reforma da Previdência. “O governo está ofertando cargos. O governo está acertando os deputados”, disse o deputado Aliel Machado (PSB-PR), que foi imediatamente chamado de “vagabundo” por José Medeiros (Podemos-MT). A segurança da Câmara teve que apartar a briga. Segundo a reportagem, em reunião na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS) ofereceu um extra de R$ 40 milhões em emendas parlamentares até 2022 a cada deputado federal que votar a favor da Reforma da Previdência no plenário da Câmara.

Leia Também:  TRE tem inflação de candidatos ao cargo de juiz-membro titular; Coutinho leva vantagem
Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana