conecte-se conosco


Cuiabá

Bussiki homenageia famílias por atitude adotiva

Publicado

Famílias adotantes e pessoas que contribuem para o fortalecimento do ato de amor que é adotar foram homenageadas pelo vereador Marcelo Bussiki (PSB) durante uma sessão solene nessa terça-feira (14), em celebração ao Dia Nacional da Adoção, comemorado no dia 9 de maio.
Foram homenageadas 35 pessoas e empresas que, simbolicamente, representaram a todos que auxiliam no fortalecimento da rede de apoio à adoção em Cuiabá. Elas receberam uma Moção de Aplausos como agradecimento e valorização do ato de amor, generosidade e força que é a adoção.
Para Bussiki, foi uma importante oportunidade não apenas de reconhecer o trabalho desenvolvido, como também de incentivar a adoção. Em Mato Grosso existem hoje 119 crianças à espera de uma família, de acordo com dados do Cadastro Nacional de Adoção.
“Queremos aqui homenagear todos os atores desse processo, os conselhos e todo mundo que faz parte dessa rede. É uma data de reflexão, em que podemos trazer esse tema em debate. Nós queremos reconhecer as pessoas que trabalham em prol da adoção, mesmo que seja com essa simples homenagem”, disse o vereador.
Uma das homenageadas foi a primeira-dama de Mato Grosso, Vírginia Mendes, que foi adotada quando pequena e que, já adulta, também adotou sua filha mais nova, Maria Luísa. “Não há prova de amor maior do que a adoção. Ela chegou para a gente depois de cinco anos de espera e eu estava recém-operada. (…) Antes de ser casada eu já pensava nisso: vou ter dois filhos e o terceiro vou adotar e, graças a Deus, meu pensamento se concluiu”, disse.
Vírginia, que também é madrinha afetiva da Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), destacou o quão é sortuda por ser mãe adotiva. “A minha família teve muita sorte de ela estar com a gente hoje, pois é uma menina abençoada, amorosa e carinhosa. Acho que todo mundo deveria sentir como é ser mãe de uma criança adotiva. Aliás, nem é uma criança adotiva. Ela é minha e ninguém toma. Não existe um amor maior do que o amor por adoção”.
A presidente da Ampara, Lindacir Rocha, destacou a importância do papel de todos – Poder Público, Judiciário, Defensoria Pública, Ministério Público, empresas, igrejas, voluntários e todos os cidadãos – que colaboram para que as crianças possam ter uma nova família, receber o amor que merecem e se curarem da dor de terem sido deixadas.
“É dia de festa. Aqui estão reunidos todos que têm atitude adotiva, que é acolher, amar e aceitar o diferente sem discriminação. Obrigada, Virginia, nossa madrinha afetiva. Obrigada Marcelo Bussiki por ser da nossa família adotiva. Quando Marcelo Bussiki soube do nosso trabalho voltado à família, ele nos procurou e vários projetos têm feito, colaborando com a Ampara e com a adoção. Obrigada vereador. A Ampara não teria tantos resultados se não fosse por você e por todos nós que estamos aqui”.
Lindacir destacou ainda a importância de se adotar. “O filho biológico ama-se porque é filho. O filho adotivo é filho porque se ama. É um amor que antecede, aquilo que nos motiva a ajudar cada ser humano a encontrar o verdadeiro amor, que é um amor de mãe e pai. Muito obrigado a todos vocês. Viva a adoção”, afirmou.
Também foram homenageadas a secretária de Estado e Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, a juíza da Vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá, Gleide Bispo Santos, o juiz da Infância de Várzea Grande, Carlos José Rondon Luz, entre outras pessoas.
Projetos e leis – Ainda durante a sessão, Bussiki lembrou das leis aprovadas e dos projetos apresentados ao longo de seu mandato para garantir o fortalecimento da rede da adoção em Cuiabá. Entre eles está a implementação da Semana da Adoção na Capital e a instituição de licença para pais adotantes, que seja semelhante à licença-maternidade, por exemplo.
Bussiki também destinou R$ 40 mil de emenda parlamentar à estruturação da Ampara, além de propor uma emenda ao Plano Plurianual para criar um programa de incentivo à adoção, com o objetivo de fortalecer o trabalho voltado às famílias interessadas em adotar.
“Tive a honra de me sentir dentro da causa a partir do momento em que comecei a conversar sobre a adoção. É importante a Câmara de Cuiabá entrar nesse cenário. Por isso, apresentei projetos para criar políticas públicas voltadas à adoção. Queremos ser incentivadores, para que outras cidades possam criar essas políticas e elas se tornem políticas de Estado e não de gestão ou mandato”, encerrou.

Karine Miranda | Assessoria Vereador Marcelo Bussiki

Leia Também:  Deputada Estadual Janaina Riva visita Misael Galvão no Shopping Popular

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Cuiabá

Parque Cuiabá ganha faixa elevada por indicação do vereador Misael

Publicado

Por meio de indicação do vereador Misael Galvão (PSB), a Avenida Quatro do Bairro Parque Cuiabá, recebeu mais uma faixa de pedestre elevada. A obra atende uma reivindicação antiga dos moradores da região e visa garantir mais segurança dos pedestres ao atravessar a via pública.
“O nosso gabinete realiza trabalho nos bairros de Cuiabá, e por meio de nossa indicação aprovada em plenário, a Prefeitura executa os serviços. A faixa elevada foi instalada e vai dar segurança na travessia dos moradores que transitam naquele local, ali era risco constante de acidente, e o local não tinha nenhum tipo de sinalização para o pedestre. Agora, com a faixa elevada, todos poderão transitar tranquilos”, pontua o parlamentar.
Misael ainda ressalta a importância da comunicação entre os munícipes e os parlamentares. “Além de colocarmos nossos assessores parlamentares na rua que é o seu papel na comunidade para atentar a população, é muito importante que cada um tenha a liberdade de vir até a Câmara fazer sua indicação diretamente”, finalizou.

Câmara Municipal de Cuiabá

Leia Também:  Deputada Estadual Janaina Riva visita Misael Galvão no Shopping Popular

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
Continue lendo

Cuiabá

Bussiki recebe apoio a projeto para proibir fogos de artificio com estampido

Publicado

Afetados diretamente com o barulho causados pelos fogos de artifício, pais de filhos autistas e que recebem tratamento em casa, tipo homecare, estiveram na Câmara Municipal de Cuiabá nesta terça-feira (14) para pedir a aprovação do projeto de lei do vereador Marcelo Bussiki (PSB), que proíbe a queima e a soltura de fogos de artifício que produzam estampido em Cuiabá.
O projeto também proíbe o manuseio e a utilização desses fogos ou artefatos pirotécnicos, sob pena de punição àqueles que descumprirem o estabelecido, sejam pessoas físicas, sejam jurídicas. A intenção do projeto é evitar o grande barulho causados pelos fogos e que prejudicam as crianças, idosos, autistas e animais, especialmente.
Em defesa do projeto, Juliana Fortes, que possui um filho autista, participou da Tribuna Livre e defendeu a necessidade de aprovação da iniciativa. “O barulho causa um transtorno enorme para os autistas. Eu sou mãe de autista. A gente nem participa de festas que tenham fogos e barulho, pois causa muita irritação. A própria Organização Mundial da Saúde já define que 80 decibéis já causam transtorno no sistema sensorial das crianças autistas”, disse.
O presidente da Associação das Famílias de Homecare, Clebson Santos, também defendeu o projeto e afirmou que a aprovação vai dar mais tranquilidade às famílias cujos membros façam tratamento médico em casa. “É um transtorno. Eles ficam muito agitados, o que prejudica muito no tratamento deles. Por isso é muito importante a aprovação do projeto, para que essas pacientes tenham uma qualidade de vida melhor”, afirmou.
O vereador Marcelo Bussiki lembrou que as recomendações da Organização Mundial da Saúde apontam que sons com mais de 55 decibéis já podem estressar e prejudicar a saúde. Inclusive, sons acima de 85 decibéis podem ser suficientes para causar a perda da audição, especialmente quando acima de 120 decibéis.
Bussiki destacou que o projeto proíbe apenas os fogos com estampido. Desse modo, caso haja a aprovação do projeto, continua sendo permitido o uso dos chamados fogos de vista, que são aqueles que possuem apenas efeitos visuais.
“O presente projeto de lei não tem como objetivo acabar com os espetáculos e festejos realizados com fogos de artifício. Apenas quer proibir que sejam utilizados artefatos que causem barulho, estampido e explosões, causando risco à vida humana e dos animais”, garantiu.
O projeto chegou a ser colocado para votação no plenário durante a sessão desta terça-feira (14), contudo, não foi votado devido a um pedido de vista do vereador Chico 2000 (PR). “Gostaria de requerer vista desse processo, em razão de que o parecer da comissão de Justiça é pela rejeição, mas existe observações que gostaria de fazer”, disse.
Apesar do parecer pela rejeição, Bussiki afirmou que não há inconstitucionalidade na matéria e que espera que os vereadores apoiem a iniciativa. “Acredito que meus colegas vereadores vão entender a importância desse projeto e me apoiar para sua aprovação. Será uma lei muito importante e que já vigora em várias cidades do país, sem prejuízo algum”, encerrou.

Karine Miranda | Assessoria Vereador Marcelo Bussiki

Leia Também:  Deputada Estadual Janaina Riva visita Misael Galvão no Shopping Popular

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
Continue lendo
ouça ao vivo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana